Pós-treino – O que comer após o treino de musculação

Home | Dicas SMB | Pós-treino – O que comer após o treino de musculação
Pós-treino – O que comer após o treino de musculação  - O que comer ap  s o treino de muscula    o - Pós-treino – O que comer após o treino de musculação
Print Friendly, PDF & Email  - printfriendly pdf email button md - Pós-treino – O que comer após o treino de musculação
pós treino – O que comer após o treino de musculação
3 (60%) 2 votos

O que comer após o treino de musculação? O fim do treino é um momento muito importante conhecido como pós-treino, ou seja, a refeição que será realizada após o treino de musculação.

O pós-treino é mais uma refeição do dia porém, é bastante importante na jornada diária, pois mesmo que haja uma excelente alimentação antes do treino junto a uma boa dieta como um todo, a tendência é que substratos e também as reservas energéticas e estruturais sejam utilizadas durante a atividade física. Portanto, para uma maior performance, maiores sínteses, os mesmos devem ser repostos.

Tudo sobre pré-treino.

A nutrição pós-treino também é útil para que possamos causar alguns impactos no corpo que podem ser válidos para indivíduos que desejam aumentar a massa muscular, como os FISICULTURISTAs, por exemplo. Com ela, conseguimos otimizar sínteses metabólicas que contribuirão para um maior anabolismo muscular e uma opressão ao catabolismo pós-treino.

Ou seja, a nutrição pós-treino tem como finalidade:

  • Redução a processos catabólicos pós-treino;
  • Otimização de sínteses metabólicas, tantos protéicas quanto energéticas;
  • Reposição energética, protéica e hidroeletrolítrica;
     Opressão a processos oxidativos;
  • Redução de hipoglicemias e possíveis desidratações.

Nos momentos que sucedem a atividade física, o corpo está carente por diversos nutrientes, mas, é importante que em primeiro lugar observar os níveis de hidratação.

Após a atividade física deve-se consumir 500-700ml de água por cada 500g de peso perdido, ou seja, e torno de 1,2 litros de água por Kg perdido. Isso significa, que, se perdemos 250g de peso após um treino de musculação, então, devemos consumir em média 250-500ml de água após a até 1h após a mesma.

O que comer após o treino de musculação  - O que comer ap  s o treino de muscula    o3 - Pós-treino – O que comer após o treino de musculação

O que comer após o treino de musculação?

  1. Carboidratos

Os carboidratos possuem função primariamente energética, porém, a dúvida é se devem ser consumidos ou não. Isso por que os carboidratos foram utilizados por anos em todas as modalidades como nutriente básico, antes, durante e após as atividades físicas como uma forma de repor a energia gasta, além de servir também como estímulo anabólico.  Normalmente, consomem-se carboidratos o suficiente para repor, em primeiro lugar os estoques de glicogênio.

Para isso, é necessário que esse carboidrato entre rapidamente em nosso corpo, visto a carência nutricional e possíveis níveis baixos de glicemia. Portanto, os carboidratos simples ou pobres em fibras alimentares, sejam essas fibras solúveis ou não, são as melhores opções.

Recomenda-se comer após o treino, em média, 0,2~0,5g/Kg de carboidratos imediatamente após a atividade física, normalmente, no caso do praticante de musculação, acompanhado ainda de outros nutrientes básicos, como aminoácidos.

Os carboidratos apresentam bons resultados na melhora da absorção da creatina, assim, essa é uma boa justificativa, principalmente em offseason para o uso dos mesmos. Mas, o uso ou não dependerá de você, visto que ambas estratégias são válidas, porém, com alguns indivíduos, como tudo, uma ou outra penderá a um melhor encontro, favorecendo então, a utilização do protocolo.

  1. Proteínas

O exercício físico quando realizado em diferentes intensidades, desgasta algumas estruturas, sendo uma delas o tecido muscular que é principalmente constituído por proteínas. Assim, o desgaste desse tecido muscular é desgastar proteínas. O processo anabólico gerado por estímulos que como os treinos de musculação, que são catabólicos, acontece devido a supercompensação protéica que ocorre nesses momentos de recuperação que chegarão em dias ou dependendo do caso, em semanas. Isso ocorre porque o corpo entende que para se adaptar a determinado estímulo é necessário uma estrutura maior e mais densa, por isso o consumo protéico pós-treino é indispensável.

  1. Lipídios

Os lipídios são indispensáveis na dieta, além também de possuírem importantíssimas funções no metabolismo, os lipídios também são nutrientes que devem ser evitados no pós-treino. Isso por causa do retorno no esvaziamento gástrico, que interfere em uma rápida digestão das proteínas e carboidratos, mesmo aquelas proteínas e carboidratos fáceis de serem digeridos ou pré-digeridos. No momento do pós-treino é potencializado a ação insulínica, ou seja, os processos anabólicos, inclusive o de estoque de triacilglicerol no panículo adiposo que são altamente ativos. Assim, utilizando os lipídios, forneceremos nutrientes prontos para estoque.

O que comer após o treino de musculação  - O que comer ap  s o treino de muscula    o2 - Pós-treino – O que comer após o treino de musculação

Qual a melhor opção: alimentar-se ou suplementar-se no pós-treino?

Atualmente, vemos cada vez mais a utilização de muitos suplementos alimentares. Isso ocorre porque cada vez mais tecnologias têm sido desenvolvidas para otimizar os resultados. E cada vez mais,surgem formas de otimizar e de não alcançar os objetivos e observar os resultados.

Por isso, se há uma tecnologia disponível e há como gastarmos com isso (pois sabemos que são tecnologias caras), não tem porquê não usá-las.

Porém, isso não significa que sem ela o desenvolvimento será medíocre, e não podemos justificas a falta de ganhos com a falta do uso de suplementos alimentares, isso porque, os físicos dos FISICULTURISTAs foram construídos a base de horas no ginásio, claro aliados a uma grande e boa quantidade de alimentação balanceada.

E não foram apenas eles que durante muito tempo seguiram protocolos relacionados ao uso do alimento, mas também grandes nomes da atualidade demonstraram a importância da alimentação, substituindo os shakes pós-treino.

Ou seja, se você possui tempo e dinheiro disponível, além de uma orientação adequada, não há porque não aproveitar o máximo de seu suplemento. Porém, se é possível investir apenas no bom e velho whey concentrado com algumas gramas de creatina e carboidratos, por quê não fazê-lo? E, se não é possível nada disso, que tal uma bela batata assada com claras de ovos após o treino?

Quer resultados mais rápidos? Veja estas dicas abaixo para você turbinar seu rendimento!

Nos conte sua opinião!

x'