MAU HÁLITO – CAUSAS, COMO EVITAR mau hálito - MAU HA  LITO 860x483 - MAU HÁLITO – CAUSAS, COMO EVITAR

MAU HÁLITO – CAUSAS, COMO EVITAR

Print Friendly, PDF & Email mau hálito - printfriendly pdf email button md - MAU HÁLITO – CAUSAS, COMO EVITAR
MAU HÁLITO – CAUSAS, COMO EVITAR
5 (100%) 1 voto

Todos com certeza devem concordar que a sensação que temos em nossa boca após escovar os dentes é uma delícia. Sentir aquele gostinho refrescante com sabor de hortelã é muito reconfortante e nos deixa mais seguros para falar.

Mas depois de algum tempo, o gostinho refrescante vai embora e se não mantivermos uma higiene bucal adequada e não tomarmos alguns cuidados, poderá surgir também um inimigo muito desagradável: o mau hálito ou halitose.

Para evitar o mau hálito, além de uma escovação de dentes adequada e do uso frequente do fio dental, devemos nos atentar a algumas precauções como beber água, consumir alguns alimentos que têm um efeito de “detergente”, não ficar muito tempo sem comer e ingerir alguns alimentos que facilitem a digestão.

O mau hálito pode surgir também em pessoas que fazem dietas que restringem muito o carboidrato ou portadores de diabetes, pois com a falta da glicose o corpo produz uma substância para gerar energia para o cérebro, principalmente coração e músculos, a partir da quebra dos ácidos graxos( gorduras) produzidos a partir do oxaloacetato que após a degradação formam a acetona, beta-hidroxibutirato e acetoacetato, estes são os chamados corpos cetônicos.

Os corpos cetônicos são expelidos através da urina e da boca, por este motivo logo ao acordar, muitas vezes podemos sentir um odor parecido com a acetona pelo nosso hálito, pois durante o período de sono e jejum o organismo produziu os corpos cetônicos para o funcionamento do nosso corpo em repouso.

O mau hálito pode estar associado a problemas na garganta, estômago e também sinusite, por isso se a sua higiene bucal está correta e seu dentista não encontrou nenhuma causa, vale a pena consultar um médico.

O que pode causar o mau hálito e cuidados

  • Higiene bucal inadequada: As bactérias ficam alojadas entre os dentes na gengiva e na língua, por isso além de escovar os dentes e usar o fio dental, é necessário também limpar a língua para evitar o acúmulo de bactérias que formam a saburra lingual, para isso existem limpadores de língua que podem ser adquiridos em farmácias ou em lojas online. Também deve-se fazer bochechos com enxaguantes bucais ou com água morna e bicarbonato.
  • Problemas dentais: Placa bacteriana, cárie, gengivite e periodontites. Estes problemas acontecem devido a proliferação das bactérias e podem ser evitados com visitas periódicas ao dentista e com a prevenção diária de uma boa higiene bucal.
  • Boca seca: A saliva tem a capacidade de eliminar bactérias e restos de alimentos, por isso a hidratação adequada é também uma arma contra o mau hálito, a recomendação de tomar no mínimo 2 litros de água por dia vale aqui também, e além desta recomendação deve-se usar uma goma de mascar sem açúcar, mas isso não elimina a necessidade da hidratação.
  • Próteses dentárias (dentadura): Se a prótese tiver espaços entre ela, na gengiva haverá o acúmulo de restos de alimento possibilitando a proliferação das bactérias, por isso é importante ter mais cuidado ao escovar a boca e também com a limpeza da prótese, que deve acontecer todas as noites antes de dormir e podem ser usados também produtos indicados pelo dentista.
  • Problemas na garganta: Infecções na garganta causam mau hálito devido ao pus, onde há uma grande quantidade de bactérias que exalam odor pela boca, sendo necessário fazer gargarejos para expelir essas bactérias.
  • Sinusite: As bactérias que ficam alojadas nas cavidades nasais causam o odor que é expelido pela boca. Nestes casos, a solução é fazer as inalações prescritas pelo médico, além de melhorar a sinusite também ajuda a eliminar as bactérias pela secreção nasal.
  • Fumo: A nicotina enfraquece o esmalte dos dentes, facilitando assim a proliferação das bactérias que causam o mau hálito, para evitar é importante ter muita cautela com a higiene bucal, mas por todos os males que o hábito de fumar traz, o ideal é parar.
  • Má digestão e gastrite: O ácido produzido pelo estômago chega até o esôfago causando gases que são eliminados pela eructação (arrotos), estes gases podem ter o odor das bactérias e dos ácidos estomacais que causam o mau hálito. Tanto para má digestão quanto para a gastrite, é recomendado alimentar-se várias vezes ao dia em pouca quantidade e evitar alimentos que aumentem a produção do ácido no estômago.

Alimentos que ajudam a combater o mau hálito

Existem alimentos e alguns chás que podem ajudar a evitar o mau hálito, tanto por contribuírem para uma boa digestão quanto por serem facilitadores para evitar a proliferação de bactérias. Por exemplo:

  • Frutas ácidas: Laranja, limão, maracujá, kiwi, abacaxi e morango. Estas são excelentes opções, pois estimulam a salivação e estão relacionadas tanto por ajudarem na boa digestão quanto pelo poder adstringente que evitam o acúmulo das bactérias e dão também a sensação de frescor.

    A melhor maneira é consumi-las sem açúcar, no caso do limão pode ser usado como tempero em saladas ou algumas gotinhas na água, o limão tem poder bactericida.

  • Maçã: Esta fruta quando consumida com a casca é mais rica em fibras e facilita a digestão. Estimula a salivação e sua ação adstringente também evita as bactérias na boca.
  • Iogurte desnatado natural sem açúcar: Evita a proliferação de bactérias e diminui a produção de ácido sulfídrico, que é um dos causadores do mau hálito.
  • Gengibre, hortelã, canela, alecrim e boldo: São excelentes para facilitar a digestão, o que evita o acúmulo de gases no estômago que causam o mau hálito. Podem ser consumidos em chá e a melhor forma é usar as folhas da hortelã natural, assim como o gengibre e o boldo, já o alecrim, mesmo a folha seca fará efeito.
  • chá verde: Favorece a salivação devido seu sabor amargo, evitando o acúmulo de bactérias. Deve ser consumido sem açúcar e usar a folha Camellia Sinensis, que é a substância essencial do chá verde.
  • Alimentos integrais : Arroz, pães, massas integrais e outros desta categoria como germe de trigo, farelo de aveia, etc. Estes alimentos são ricos em fibra e facilitam a estabilização da glicose e a preservação da energia evitando a hipoglicemia que pode causar o mau hálito.

Alimentos que podem contribuir para o mau hálito

Assim como existem os alimentos que evitam o mau hálito, existem também aqueles que podem contribuir para que nosso hálito não seja muito agradável, isso não quer dizer que não possamos consumi-los, significa apenas que devemos tomar algumas precauções.

  • Bebidas alcoólicas: O álcool em excesso provoca desidratação, o que contribui para menor produção da saliva, e isso ajuda na produção de células que alimentam bactérias que vivem na boca.
  • Azeitona, brócolis, couve flor, repolho e alcachofra : Estes alimentos contêm enxofre, e se o processo de metabolização não for adequado a fermentação de bactérias poderá produzir gases que serão expelidos pelo pulmão e causar odor na respiração.
  • Proteína animal: O excesso de proteína e a escassez de carboidratos como acontece em dietas que priorizam as proteínas, facilitam o processo de produção dos corpos cetônicos que causam o mau hálito.
  • Alho e cebola: Devido as substâncias contidas nestes temperos, causam mau hálito, mas nestes casos é passageiro.
  • Mostarda, molhos ácidos e picles: Aumenta a acidez na salivação e esses ácidos chegam ao estômago causando o mau hálito.

Considerações gerais

Para ter um hálito bom e não correr riscos, além da higiene bucal adequada é possível combater o mau hálito com alimentos que ajudam na digestão e melhoram a produção de saliva, evitando a proliferação das bactérias.

Vale ressaltar que a alimentação equilibrada em carboidratos, proteínas e gorduras contribui para que o corpo esteja em harmonia e não haja produção indevida dos corpos cetônicos, que além de alterar o hálito também podem gerar uma acidose metabólica, por isso dietas restritivas não devem ser seguidas.

A melhor maneira de evitar o mau hálito é ter cuidados com a higiene bucal, consultar o dentista regularmente, evitar longos períodos em jejum, não seguir dietas malucas, beber água e outros líquidos para manter-se hidratado e ter uma alimentação adequada evitando problemas de digestão.

Referências:

 

 

Nos conte sua opinião!

x'